Autossabotagem: pensamentos que destroem você

É impressionante a capacidade que temos de arruinarmos com nossos planos e ainda nos justificarmos por cada ato que nos afastou da realização daquela meta ou sonho. Na maioria das vezes são condutas inconscientes, que mais parecem inconsequentes, mas que estão nos arruinando de maneira sutil hà anos.

Os motivos podem ser inúmeros, desde uma crença de não merecimento do sucesso até a impossibilidade de ter ou fazer algo maior que nossos pais. No livro O Ciclo da Auto-Sabotagem, o autor Stanley Rosner cita vários exemplos. “Muitos desses comportamentos destrutivos estão quase fora de domínio da consciência”, cita o autor. É como se alguma parte de nós queira frustrar com nossos planos. Em outras palavras eu quero algo, mas faço tudo para não conseguir. Como quando iniciamos uma dieta e logo nos primeiros dias “damos um jeitinho” de arruinarmos o plano. E nos justificamos assim: “Foi mais forte que eu”.

Mas como lidar com isso? Um primeiro passo simples e bem eficiente é termos nossas metas escritas de forma clara e convincente. E estarmos sempre em contato com elas. Fazendo visualizações diárias. Assim nos manteremos focados e menos suscetíveis a esses sentimentos. Porém pode ser que apenas esta medida não seja suficiente. Neste caso, o ideal é procurar um profissional capacitado para ajudá-lo.